Polícia prende, em Betim, suspeito de extorquir dinheiro de mulher ameaçando divulgar fotos íntimas

0
165
Divulgação / PCMG

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, em Betim, um homem, de 22 anos, suspeito de extorquir uma mulher com imagens íntimas. O investigado foi detido na última quinta-feira (11), ocasião em que a polícia também apreendeu o celular dele.

A vítima procurou a 4ª Delegacia de Polícia em Betim, no dia 5 de abril, e realizou a denúncia. Ela informou que, no início do ano passado, conheceu o suspeito em uma rede social e iniciaram conversas, que migraram para um aplicativo de troca de mensagens. Segundo apurado, o homem se identificava com um nome falso e começou a enviar à mulher fotos e vídeos íntimos.

Posteriormente, ele pediu imagens íntimas da mulher, que encaminhou, em um período de um mês, diversos conteúdos. Logo em seguida, o investigado interrompeu a comunicação com a vítima. Somente no último dia 4, o suspeito restabeleceu contato e disse precisar de dinheiro. A vítima respondeu que não tinha e, então, as extorsões começaram. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O suspeito ameaçava a vítima de divulgar as imagens íntimas caso ela não pagasse os valores estipulados, que variavam de R$ 2 a R$ 3 mil”, revelou o delegado responsável pelo caso, Leonardo Mota. “Diante da gravidade dos fatos narrados, determinei a imediata instauração de inquérito policial para a apuração dos fatos”, completou.

Flagrante

Na última quinta-feira (11), a vítima compareceu novamente à delegacia e informou que o investigado havia acabado de lhe enviar novas mensagens exigindo o recebimento de mil reais para que as fotos e vídeos íntimos não fossem divulgados.

“Como as investigações já estavam em andamento e havia uma suspeita da identidade do homem, uma equipe de policiais civis se deslocou até a residência do indivíduo, onde ele foi localizado com o celular de mesmo número utilizado para extorquir a vítima”, explicou Mota.

O investigado foi encaminhado à unidade policial, onde foi autuado em flagrante por extorsão. “É importante salientar que, quando de suas declarações, o suspeito confessou a prática do crime investigado e informou que pratica o mesmo crime há aproximadamente cinco anos, sendo que sequer pode quantificar o número de vítimas feitas”, destacou o delegado.

O delegado regional em Betim, Marcelo Cali, ressalta que existe a possibilidade de outras mulheres terem sido vítimas do mesmo suspeito, que se apresentem na delegacia para proceder à denúncia. “Ante a possibilidade de identificação de outras possíveis vítimas do suspeito, é importantíssimo que divulguemos o modo de agir dele e como ele se aproximava dessas mulheres”, afirmou.

As investigações prosseguem para identificar outras vítimas a partir da análise de informações contidas no aparelho celular apreendido com o investigado.