Pesquisa aponta vitória de Vittorio Medioli no primeiro turno

    0
    810

    Pesquisa DataTempo/CP2 realizada entre os dias 13 e 16 de setembro aponta que aumentou a vantagem do candidato do PHS, Vittorio Medioli, sobre seus concorrentes na disputa pela Prefeitura de Betim. De acordo com o levantamento, é real a possibilidade de que o empresário vença a eleição ainda no primeiro turno.

    Segundo os números, Vittorio saltou de 30,3% das intenções de voto, no levantamento realizado em agosto, para 51,7%, na nova pesquisa. Enquanto isso, seu principal concorrente ao comando da cidade, o deputado estadual Ivair Nogueira (PMDB), caiu de 16,3% para 10,7% no período. O vereador Welinton Sapão (PPS) também teve queda, passando de 11,5% para 6,6%.

    Eutair Santos (PT) oscilou negativamente, indo de 4,3% para 3,5%. Queda maior registrou Beto do Depósito (PSDC), que caiu de 6,8% para 2,4%. Wenceslau Moura (PSB) foi de 2% para 1,8%, enquanto Zulu (PCB) oscilou positivamente, avançando de 0,4% para 0,7%. Erasmo Carlos (PSC) foi de 1,1% para 0,5%, Wilson de Souza (PSOL) caiu de 0,7% para 0,4%, Fernando Mendonça (PSL) foi de 0,5% a 0,4%, e Dorinha (PSTU), de 0,5% para 0,2%.

    CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

    A diferença de Vittorio para a soma dos outros candidatos hoje é de 24,5 pontos percentuais (51,7% contra 27,2%). Os que não pretendem votar em ninguém, apontam o voto em branco ou nulo são 11%, contra 17% do levantamento anterior. Já os que não sabem, não responderam ou se mostraram indecisos passaram de 8,8% para 9,9%.

    Espontânea. No levantamento em que a lista com os nomes dos candidatos não é apresentada aos eleitores, Vittorio Medioli foi citado por 39,5% dos pesquisados. Ivair Nogueira foi mencionado por 6,1%, e Welinton Sapão foi lembrado por 3,5%. A lista prossegue com Eutair Santos (2,2%), Beto do Depósito (1,2%) e Wenceslau Moura (1,2%). Além deles, foram citados o prefeito Carlaile Pedrosa (0,3%), que não e candidato à reeleição, e Vinicius Resende (0,1%), que é candidato a vice na chapa de Vittorio Medioli. Outras citações somaram 1,1%.

    Os que afirmam que não pretendem votar em ninguém, que apontam o voto em branco ou nulo, nessa modalidade de abordagem, representam 5,2%. Os que não sabem, não responderam ou se dizem indecisos somam 39,6%.

    Rejeição. O candidato mais rejeitado pelo eleitorado de Betim é Welinton Sapão, que não receberia, de jeito nenhum, o voto de 11,7%. Ivair Nogueira tem rejeição parecida: 11,4%. Vittorio Medioli é rejeitado por 8,7% dos entrevistados, Eutair Santos não receberia o voto de 7,9%, Beto do Depósito é citado por 6,7%, e Zulu, por 4,3%. A lista de rejeição prossegue com: Dorinha (2,9%), Erasmo Carlos (2,4%), Wilson de Souza (2,4%), Wenceslau Moura (1,1%) e Fernando Mendonça (0,6%). Os que dizem não rejeitar ninguém, apontam voto em branco ou nulo são 15%. Outros 24,9% não responderam, disseram não saber ou se colocaram como indecisos.
    Dados sobre o levantamento

    A pesquisa. O levantamento feito pelo DataTempo/CP2, contratado pela Sempre Editora, ouviu 1.350 eleitores de todas as regiões de Betim, entre os dias 13 e 16 de setembro de 2016.

    Oscilação. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de 2,67 pontos percentuais para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

    Registro. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo MG-03289/2016.