Mineradora confirma início das atividades para Março

0
1030

Com a venda da MMX, uma nova empresa foi constituída, trata-se da Mineração Morro do Ipê, que foi criada para deter e administrar as minas Ipê e Tico-Tico e suas unidades de processamento localizadas na região minerária de Serra Azul, em Minas Gerais. Mubadala Development Company e Trafigura detêm, cada um, 25,5% da composição acionária da companhia e os demais 49% pertencem aos credores da MMX, que aprovaram a iniciativa de acordo com o plano de recuperação judicial.

Os acionistas majoritários vão desenvolver projetos nas minas de Ipê e Tico-Tico e nas instalações de processamento com produção voltada para itabirito friável, um minério de ferro competitivo e de melhor qualidade e com uma estável demanda de mercado.

As operações na mina de Ipê estão programadas para serem retomadas em março, e os trabalhos se concentrarão, inicialmente, no processamento de estoques de minério de ferro já existentes. A empresa espera empregar até 180 funcionários, incluindo a formação de novas equipes de gerenciamento, meio ambiente, saúde e segurança.
 
Processo de Licenciamento da mina Tico-Tico será iniciado em breve

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a assessoria de imprensa da Mineradora Morro do Ipê, um processo de licenciamento ambiental será iniciado pela mina Tico-Tico, incluindo o desenvolvimento de novos estudos de impacto no meio ambiente que são apropriados para o projeto atual. Estão incluídas questões como o tratamento de rejeitos do processamento de minério de ferro por meio de um sistema de filtração, secagem e empilhamento que vai reduzir a quantidade de resíduos depositados na barragem auxiliar Tico-Tico. Ainda de acordo com a assessoria, o potencial das áreas de recomissionamento da mina também será estudado.