Marília Campos debate com entidades de bares e restaurantes de Contagem os efeitos da pandemia da Covid-19 no setor

0
257
Divulgação/PMC

A prefeita de Contagem, Marília Campos, reuniu-se nesta segunda-feira (11) com representantes da Comissão de Proprietários de Bares e Restaurantes e da Associação de Bares, Restaurantes e Eventos de Minas Gerais para se inteirar das reivindicações do setor, que serão levadas em conta na definição das novas diretrizes de enfrentamento à Covid-19 no Município.

Ela declarou que, nesta terça-feira (12), será publicado um decreto com as restrições pactuadas com os setores produtivos do Município, englobando um conjunto de orientações sobre as novas regras de funcionamento.

Os empresários apresentaram as dificuldades enfrentadas pelo setor e solicitaram à prefeita a continuidade do consumo de bebidas nos estabelecimentos, respeitando as regras de higienização e as demais medidas de combate ao novo coronavírus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A chefe do Executivo Municipal ressaltou a importância do diálogo com os diversos segmentos. “A nossa postura é de respeito e diálogo. Queremos garantir o funcionamento dos estabelecimentos, envolvendo a todos, e mantendo algumas restrições para enfrentarmos a pandemia, sem prejudicar os comerciantes, empresários e trabalhadores”, afirmou.

Proprietário do bar e restaurante “Boi Bravo”, o empresário Rodrigo Coelho ressaltou a receptividade e a abertura ao diálogo que a prefeita demonstrou com a categoria. Ele também ressaltou a necessidade dos setores de bares e restaurantes defenderem as novas medidas. “A condução da prefeita está sendo exemplar. Ela ouviu as nossas reivindicações e vai apresentá-las ao Comitê de Enfrentamento à Covid-19. Estamos muito satisfeitos e Marília pode contar com a nossa adesão para ajudar a prefeitura na fiscalização e no combate à pandemia”, disse.

No encontro, que contou com a presença dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Renê Vilela, e de Governo, Pedro Amaral, foi firmado um compromisso de adesão à “Campanha Pacto pela Vida” e às medidas sanitárias.