Ramacrisna inaugura usina fotovoltaica na Associação Educativa e Cultural de Igarapé

0
378
Ascom/PMI

O Instituto Ramacrisna vai inaugurar, nesta quarta-feira (1°), às 10h, uma usina de energia fotovoltaica na Associação Educativa e Cultural de Igarapé (ASSECIG). A usina terá uma capacidade para geração de até 1905 kw/h e foi viabilizada pelo projeto Ampliando Fronteiras II, realizado pelo Instituto Ramacrisna com recursos da BrazilFoundation. O projeto também tem o apoio da Prefeitura de Igarapé e do Rotary Club Belo Horizonte Liberdade.

A usina fotovoltaica permitirá reduzir o custo da ASSECIG com o consumo de energia em até R$ 2 mil, possibilitando ainda a expansão das ações sociais por meio da realocação de recursos que antes eram usados para arcar com essas despesas. A energia gerada pelos painéis fotovoltaicos será conectada à concessionária local (Cemig) pelo sistema chamado NET METERING e o tempo estimado de duração da usina fotovoltaica é vinte e cinco anos.

A vice-presidente do Ramacrisna, Solange Bottaro, destaca que a metodologia do Rotary Club Belo Horizonte Liberdade foi fundamental para a concretização do investimento. “O Rotary tem uma forte atuação na promoção do desenvolvimento social de comunidades vulneráveis, na preservação ambiental e na qualificação profissional de jovens. Essa experiência contribuiu muito para que pudéssemos realizar este projeto”, destacou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“As organizações sociais geralmente não conseguem parcerias que mantenham suas despesas básicas como pagamento de pessoal de apoio, manutenção da estrutura física, limpeza do espaço, cozinha, água, luz, telefone, entre outros, sendo isso uma preocupação constante para os gestores. Dessa forma, a usina solar representa um grande ganho em sustentabilidade financeira”, diz Solange.

O prefeito de Igarapé, Arnaldo Chaves, destacou a importância da iniciativa. “Parcerias assim transformam a realidade para melhor. Com certeza, a nova usina vai contribuir para aprimorar e ampliar as ações sociais da Assessig”, reconheceu.

Formação

 A instalação da usina também proporcionou aulas práticas nos cursos de qualificação profissional em Eletricista e Instalação e Manutenção de Placas Fotovoltaicas, oferecidos pelo Ramacrisna em Igarapé. O projeto Ampliando Fronteiras II também oferece cursos de Mecânica de Automóveis, Assistente de RH, Logística, Excel e Padeiro. Esse último, inclusive, terá sua formatura celebrada no dia da inauguração da usina.

Os cursos são totalmente gratuitos e os alunos recebem uniforme, material didático virtual e certificado. Até agora, 217 jovens já foram beneficiados com o projeto.