Igarapé adere à Onda Vermelha, mas mantém medidas restritivas para conter a Covid-19

0
324
Adeilson Andrade/Portal Agita

Igarapé reduziu em 57% o número de notificações de casos suspeitos de covid-19 e, agora, está na Onda Vermelha. Mas para evitar que a situação volte aos níveis alarmantes de antes, o município editou Decreto n ° 2.522/2021, estabelecendo a continuidade de algumas medidas restritivas para evitar a disseminação do novo coronavírus entre a população local. O decreto está valendo desde a quinta-feira passada, 15/04. “Entendemos que avançamos muito, mas vivemos ainda uma situação que requer muita atenção. Não podemos relaxar. O governo estadual já mostrou que não consegue dar suporte necessário para que o município atenda da melhor forma, caso os números de casos de covid-19 aumentem. Queremos evitar a contaminação e as mortes”, afirmou o prefeito Arnaldo Chaves.

Desde o período de 14 a 20/03 , quando foi registrado o pico das ocorrências, com 649 casos notificados, Igarapé conseguiu reduzir para 278 casos notificados, na semana passada (de 11 a 17/04), conforme o boletim da Secretaria Municipal de Saúde. O município, além das medidas restritivas, como, barreiras sanitárias, fiscalização atuante e desinfecção de espaços públicos. Além disso, reestruturou a rede de saúde local com a compra de equipamentos e insumos que somaram mais de R$ 1 milhão. E organizou o cadastro da vacinação contra a covid-19. Até hoje,3.854 pessoas já receberam a primeira dose e 1.239 receberam a segunda dose também. De acordo com o boletim da Secretaria Municipal de Saúde desta segunda-feira, 19, o município registra 6.110 casos suspeitos, 2.005 casos confirmados, com 1.553 recuperados, 449 em acompanhamento e 53 mortos.

Restrições 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o novo decreto, o comércio não essencial pode funcionar até as 22h, obedecendo as normas sanitárias como uso obrigatório de máscara para funcionários e clientes, fornecimento de álcool 70% para higienização, controle no número de clientes e distância segura entre as pessoas, evitando aglomeração. Após esse horário, é permitido o atendimento por sistema de delivery, com o comércio de portas fechadas e apenas os funcionários no seu interior. Estão proibidos os eventos públicos ou privados relacionados a atividades de lazer e entretenimento. E também a utilização de espaços e estruturas de entretenimento que possam gerar aglomeração, como espaço kids, playgrounds, sinucas, jogos de mesa e piscinas de uso comum em estabelecimentos comerciais. Continua obrigatório o uso de máscara pela população. O documento ressalva que, se o município regredir nos avanços do controle da pandemia, poderá ser enquadrado em ondas mais restritivas pelo Programa Minas Consciente e ser novamente submetido às medidas proibitivas prevista pelo Estado para a referida situação. Igarapé esteve sob a Onda Roxa de 17/03 até 14/04. “Precisamos da colaboração de todos na luta contra a pandemia. Somente juntos venceremos o vírus”, ressaltou o prefeito.