Finde: um novo conceito de revista chega ao mercado

    0
    927

    O Tempo Betim investe em um novo tipo de relacionamento com os betinenses; projeto especial terá edição mensal

    Um novo projeto editorial de O Tempo Betim chegou ao mercado nesta semana. Trata-se da revista “Finde”, que oferece uma nova proposta de relacionamento com o leitor da cidade. Com reportagens leves e interessantes, a revista traz para o cotidiano dos betinenses conteúdos de outros jornais da Sempre Editora, como os publicados pelo semanário Pampulha e pelo caderno “Livre”, de O TEMPO, mas com a cara de Betim.

    “Finde” terá periodicidade mensal e circulação gratuita na cidade, sendo distribuída no comércio da região Central, para anunciantes de O TEMPO e associados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB – Betim) e também da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Betim).

    CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

    Segundo o diretor executivo da Sempre Editora, Heron Guimarães, a revista conta com um projeto gráfico moderno e um conteúdo bem trabalhado e diferenciado para os betinenses. “O projeto especial Finde é uma nova forma de se relacionar com o público leitor de Betim e o mercado anunciante. Estamos concentrando nele conteúdos diversos de nossos principais títulos, dentre eles O TEMPO, através do caderno ‘Livre’, e Pampulha, o maior semanário de Belo Horizonte, com uma abordagem local, que só uma equipe sediada aqui pode e sabe fazer. É uma revista bem trabalhada e com um projeto gráfico moderno. Em seu conteúdo estão inseridas matérias que, habitualmente, O Tempo Betim não trata, por ser mais denso e não segmentado. É o caso das seções de tecnologia, saúde e comportamento”, afirmou.

    Ainda de acordo com o diretor, com a revista, o jornal, que é o mais lido na cidade, continua inovando. “O Tempo Betim, no alto de seus 41 anos, segue mantendo a liderança na cidade, atingindo mais de 80% do público leitor de nossa região. Somos fortes na abordagem política e nos assuntos que retratam o cotidiano de Betim. Tornamo-nos referência com uma cobertura que provoca e se posiciona, mesmo não agradando a todos o  todo tempo. A Finde chega para cobrir um vácuo no chamado soft news”, disse.