Chuvas deixam 699 pessoas fora de casa em São Joaquim de Bicas; Guto Resende pede ajuda do Governo Federal

0
418
Adeilson Andrade

O secretário nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, esteve em São Joaquim de Bicas, na tarde desta quarta-feira (12), visitando regiões atingidas pelas chuvas e discutindo ações emergenciais de apoio ao município, acompanhado do prefeito Guto Resende, e do deputado federal Pinheirinho.

O prefeito aproveitou a oportunidade e pediu auxílio do Governo Federal para prestar assistência emergencial às famílias desalojadas e demais vítimas das chuvas e, também, realizar trabalhos de recuperação de encostas e de áreas com alagamentos, além de obras de infraestrutura nas regiões afetadas.

Alexandre Lucas explicou que a liberação de recursos para os atingidos pelas chuvas depende da solicitação do município.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Precisamos que a prefeitura registre no sistema as ações que serão realizadas, para que o Governo Federal disponibilize os recursos, se não entrar com o projeto, não há como liberar os recursos. Já estive com o prefeito Guto Resende, e o secretário municipal de Obras, Ademir Junior, e expliquei a eles o passo-a-passo para entrar com o pedido”.

Ele ainda explica que depois do pedido feito, a secretaria promete agilizar a liberação.

Quase 700 pessoas estão fora de casa

As fortes chuvas que atingem a região metropolitana nos últimos dias já fizeram com que 677 pessoas tivessem de deixar suas casas em São Joaquim de Bicas.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Kátia Rosa, já foram contabilizadas 600 pessoas desabrigadas e 77 desalojadas no município. Deste total, 325 foram atendidas com apoio humanitário.

É importante destacar que os conceitos de desabrigado e desalojado são diferentes. Desabrigado é aquele que perdeu a casa e está em um abrigo público. Já o desalojado teve de deixar sua casa – não necessariamente a perdeu – e não está em abrigos, mas sim na casa de um parente, amigo ou conhecido, por exemplo.