Censo 2022: IBGE abre PSS com 206.891 vagas de trabalho, 22 mil são para Minas Gerais

0
442
Divulgação/IBGE

O IBGE abriu hoje (15) as inscrições do processo seletivo para contratar temporariamente 206.891 pessoas para trabalhar na organização e na coleta do Censo Demográfico 2022. São oferecidas em todo Brasil 183.021 vagas para recenseador, 18.420 para agente censitário supervisor (ACS) e 5.450 para agente censitário municipal (ACM) em 5.297 municípios do país.

Para Minas Gerais, as vagas estão divididas da seguinte forma: 18.935 para Recenseador, distribuídos nos 853 municípios mineiros; 230 para ACM e 2.360 para ACS.

Durante as inscrições, que vão até 29 de dezembro de 2021, o candidato deverá escolher a área de trabalho e em qual cidade realizará a prova. A taxa para participar da seleção é de R$ 57,50, pode ser paga até 25 de janeiro, e a prova será aplicada na manhã do dia 27 de março de 2022. A previsão é que os aprovados trabalhem por até três meses na coleta domiciliar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também estão abertas até o dia 29 de dezembro 18.420 oportunidades para agente censitário supervisor (ACS) e 5.450 para agente censitário municipal (ACM), ambas de nível médio. Os salários são de R$ 1.700 e R$ 2.100, respectivamente. A taxa de inscrição é de R$ 60,50, pode ser paga até 25 de janeiro, e a prova será realizada também em 27 de março, só que na parte da tarde. As inscrições para recenseador e agentes censitários podem ser feitas no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Outros dois editais foram lançados ontem (14) pelo IBGE com 1.781 vagas de nível médio para agente censitário de administração e informática (ACAI) e 31 para coordenador censitário de área (CCA). As inscrições custam R$ 44 para ACAI e de R$ 66 para CCA, e podem ser feitas até 10 de janeiro de 2022 no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). Os salários são de R$ 1.700 para ACAI e de R$ 3.677,27 para CCA, com jornada de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias para ambas as funções. Para CCA, é obrigatório ter Carteira Nacional de Habilitação definitiva ou provisória, no mínimo categoria B, no prazo de validade.

Para mais informações, acesse https://conhecimento.fgv.br/concursos/ibgepss21/10.