Betim vai receber investimentos de empresa de eletroeletrônicos

0
1862

Com nova fábrica, WEG pretende fortalecer sua posição no mercado e contribuir para geração de energia no país

Arquivo/OCP News

A WEG, empresa líder global em produção de equipamentos eletroeletrônicos, acaba de anunciar a instalação de uma nova fábrica em Betim. Com operações industriais em 12 países e presença comercial em 135, a companhia possui mais de 30 mil colaboradores distribuídos pelo mundo. Em 2020, a WEG atingiu faturamento líquido de R$17,5 bilhões, destes 58% proveniente das vendas realizadas fora do Brasil. A atração do investimento foi feita pela Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior (Indi), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede).

A nova fábrica de Betim será voltada para a produção de eletrocentros, que são salas ou casas elétricas construídas em estruturas metálicas compactas e projetadas sob medida para atender às diversas necessidades dos clientes para geração solar e industriais. A nova unidade conta com 5 mil metros quadrados de área construída e vai gerar 100 novos postos de trabalho nos próximos três anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Expansão

Weg / Divulgação

Em janeiro de 2020, a WEG adquiriu em Betim uma das mais modernas plantas fabris do Brasil para transformadores de alta tensão, voltados principalmente para projetos e grandes linhas de transmissão, e desde janeiro de 2021 passou a fabricar transformadores de força, reatores shunt e autotransformadores de força com classe de tensão até 800kV e potência até 500MVA. Juntas, as duas operações da WEG no município vão empregar em breve mais de 300 colaboradores.

“Somos a maior fabricante de salas elétricas da América Latina e esta unidade será parte importante da nossa capacidade produtiva nos próximos anos. Vai também fortalecer nossa posição em um dos mais importantes mercados de equipamentos elétricos para geração de energia e mineração do país,” explica Manfred Peter Johann, diretor superintendente da WEG Automação.

Energias renováveis

A atratividade de Minas Gerais como local para os novos investimentos da WEG foi destacada após uma longa análise, que considerou diversas alternativas em todo Brasil. “O destaque foi para o bom mercado, localização privilegiada, acesso a rotas estratégicas, uma cultura industrial forte, com base educacional e cursos técnicos e superiores de boa qualidade, o que nos garante mão de obra qualificada”, acrescenta Manfred.

Para Cláudio Luis dos Santos, gerente de Cadeias de Eletroeletrônicos, Energia e Transporte do Indi, a instalação de uma empresa multinacional brasileira como a WEG em Minas Gerais contribui substancialmente com a diversificação da economia. “O Estado tem aproveitado bastante as oportunidades advindas da geração de energias renováveis, como a solar. A produção destes eletrocentros pela WEG vem contribuir ainda mais para a consolidação da cadeia do setor em Minas Gerais”, diz.

Com informações de Agência Minas.