Betim inicia plantio de 7 mil mudas de árvores até março de 2018

0
1251
A ação faz parte do Plano Municipal de Arborização Urbana

Ação da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável vai de novembro a março, quando as mudas plantadas têm mais chance de sobrevivência 

Em novembro, 1821 mudas de árvores foram plantadas em Betim. A ação, realizada após o início do período chuvoso, foi realizada pela Prefeitura de Betim, por meio da Secretaria Municipal de meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semmad). O objetivo é atender as metas do Plano Municipal de Arborização Urbana, propostas pela administração municipal, cuja meta é plantar, de novembro de 2017 a março de 2018, 7 mil novas mudas de árvores,   o que irá compor o futuro corredor ecológico do município.

O planejamento para o plantio prevê exatamente isso: que seja iniciado após o início das chuvas, comum no último trimestre do ano. Isso é feito para que 90% das novas espécies plantadas não morram por falta de irrigação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Plano de Arborização Urbana fortalece a educação ambiental na cidade, por meio dos plantios das mudas de espécies variadas e de médio porte. O trabalho envolve também o monitoramento, e passa pelos cuidados até a idade adulta. Dessa forma, as árvores vão auxiliar na melhora do clima e na qualidade do ar da região onde estão plantadas. Elas também abastecerão o lençol freático, importante para o meio ambiente.

Novidade 

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ednard Barbosa, 100% das mudas que estão sendo plantadas pelo Plano de Arborização em 2017 são garantidas por meio da Deliberação Normativa Codema, Nº 01/2017.

O secretário explica que, antes, qualquer empresa que precisava fazer a supressão, ou corte de vegetação para construção do seu empreendimento, dava a entrada no pedido de licenciamento ambiental e tinha que atender a seguinte regra: para cada árvore cortada, o empreendedor doava 5 mudas para o viveiro municipal.

Ao doá-las, a prefeitura era obrigada a  manter um contrato com uma empresa, específico para os cuidados com as mudas, desde a irrigação até a abertura de covas para o plantio. Depois, era preciso monitorar todo o cuidado para que esta muda se desenvolvesse e atingisse a idade adulta. Ou seja, era um custo a mais para o município.

“Com a Deliberação Normativa do Codema, agora quem cortar mais de 50 mudas, tem que fazer o plantio de três mudas para cada espécie suprimida e monitorar cada uma delas por 18 meses. Isso garante que o empresário se responsabilize por cada árvore que ele plantar. Essa deliberação gera uma economia para o município de R$ 1 milhão no plantio e no monitoramento”, revela.

Vantagens do plantio das árvores em área urbana:
·  São fonte de alimento para a fauna;
·  Servem de abrigo para as aves, favorecendo a biodiversidade;
·  Ajudam na melhora do clima, da qualidade do ar e reduzem os ruídos sonoros;
·  Diminuem a temperatura ambiente e aumentam a umidade;
·  Contribuem para a ventilação do ar, reduzindo a poluição local;
·  Diminuem o CO2 atmosférico e reduzem a poeira;
·  Embelezam a cidade;
·  Possibilitam a penetração de água no solo, protegendo o lençol freático;
·  Servem como barreira natural contra o vento.

Espécies que farão parte do corredor ecológico em Betim 
·  Ficus;
·  Palmeiras Licuri;
·  Ipé Amarelo Cascudo;
·  Aroeirinha.