Réveillon gratuito na Praça da Liberdade, em BH, contará com shows de drones, luzes e apresentações musicais

0
113
Divulgação / Secult

A Virada da Liberdade, evento para comemorar a chegada de 2024, entra, em sua segunda edição, para o calendário das grandes festas do país neste período do ano. Para receber um público estimado em 30 mil pessoas neste domingo (31), em Belo Horizonte, a partir das 18h, haverá mudança no trânsito da região da Praça da Liberdade.

Com show de drones, luzes e projeções, apresentações musicais, programação infantil, cozinha mineira, cortejo carnavalesco, grupos afros e DJ’s, a Virada da Liberdade é realizada pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Turismo e Cultura e da Fundação Clóvis Salgado, com patrocínio da Cemig e recursos via Lei Estadual de Incentivo à Cultura. 

Além dos espaços Alamedas (Praça da Liberdade) e Lounge Liberdade (Palácio da Liberdade), artistas de diversos estilos se apresentarão em dois palcos: o Minas, anteriormente previsto para ser montado na Avenida Cristóvão Colombo, mas que agora ficará posicionado na Avenida Brasil para  facilitar o fluxo das pessoas, e o Gerais, localizado na Alameda dos Despachos (Praça José Mendes Junior).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por conta da festa na Praça da Liberdade, na região Centro-Sul da cidade, a prefeitura realizará uma operação de trânsito no entorno do local entre 5h desta sexta-feira (29/12) e 15h de segunda-feira (1/1), quando todas as vias públicas já estarão liberadas. De acordo com a BHTrans, as intervenções acontecem para garantir a fluidez do trânsito na região e a segurança dos frequentadores.

Ainda segundo a BHTrans, a operação prevê monitoramento do trânsito e do transporte na área de abrangência do evento, sinalização viária e colocação de faixas para informação aos condutores e agentes da Unidade Integrada de Trânsito. Participam da operação Polícia Militar, Guarda Municipal, BPTran, BHTrans e Gerência de Ação Regional Centro Sul – Geace/BHTrans. Cerca de mil banheiros públicos também estarão espalhados nas imediações do evento.

Confira as principais mudanças no trânsito

Sexta-feira (29/12)

  • 5h – Implantação das faixas de pano orientando os condutores.
  • 8h – Implantação do plano operacional de fechamento da Alameda dos Despachos (Praça José Mendes Júnior) em ambos os sentidos;

Sábado (30/12)

  • 5h – Implantação das reservas de área
  • 16h – Fechamento total da Av. Brasil, entre Av. Cristóvão Colombo e Rua Sergipe (ao lado da PUC)
  • 19h – Fechamento da Alameda da Educação entre Rua Gonçalves Dias e Av. Bias Fortes
  • 20h – Fechamento total da Alameda da Segurança, entre Av. Bias Fortes e Rua Gonçalves Dias; 

Domingo (31/12)

  • 14h – Implantação do plano operacional de fechamento total para o evento:
  • Bloqueio da Av. Cristóvão Colombo nos dois sentidos, no trecho entre Av. Brasil e Rua Alagoas;
  • Bloqueio da Av. Bias Fortes nos dois sentidos no trecho entre Rua da Bahia e Alameda da Educação; 
  • Bloqueio da Av. Brasil em ambos os sentidos entre Rua Gonçalves dias e Praça da Liberdade; 
  • 18h – Início do evento

 

Segunda-feira (1/1/2024)

  • 0h30 – Término do evento
  • 2h – Dispersão do público, e início da desmontagem; 
  • 8h – Início da desmontagem do Palco da Av. Brasil (Palco Minas); 
  • 12h – Liberação das vias após desmontagem do evento e limpeza das vias, exceto fechamento da Praça José Mendes Júnior; 
  • 12h – Início da desmontagem do Palco da Alameda dos Despachos (Praça José Mendes Junior); 
  • 15h –  Liberação da Alameda dos Despachos após desmontagem do palco e limpeza.

 

Desvios

Devido às interdições, serão necessários os seguintes desvios: 

  • Sentido Savassi/Centro: Av. Cristóvão Colombo, Rua Alagoas, Rua Gonçalves Dias 
  • Sentido Centro/Savassi: Av. João Pinheiro, Rua Gonçalves Dias, Rua da Bahia, Rua Antônio De Albuquerque, Av. Cristóvão Colombo… 

 

Transporte público

A coordenação do MetrôBH comunicou à organização do evento que, durante a Virada da Liberdade, as bilheterias e as estações do metrô funcionarão normalmente das 5h15 às 23h, com intervalos de 15 em 15 minutos entre os trens durante todo o domingo. Táxis estarão posicionados em pontos na rua Alagoas, depois da Avenida Brasil; na Avenida João Pinheiro, em frente à Escola Estadual Afonso Pena, sentido Praça da Liberdade, e na rua da Bahia, em frente ao Centro Universitário Izabela Hendrix.

Shows e cozinha mineira 

Dois palcos serão montados nas extremidades da Avenida Brasil e da Alameda dos Despachos (Praça José Mendes Júnior). O Palco Minas recebe, a partir das 19h, apresentações de pagode, DJs e samba. Também a partir das 19h, o Palco Gerais terá música eletrônica e a energia do Carnaval. 

A Virada da Liberdade vai unir artes visuais, música, dança, cozinha mineira, manifestações religiosas e boas energias em uma experiência única, alinhando o urbano e o ancestral. No Cozinha Viva Mineira, cozinheiras mineiras convidadas pela chef Ana Motta vão preparar releituras de pratos mineiros tradicionais ao vivo para o público presente, que ao final poderá degustar as receitas. A atriz Nany People é a apresentadora que dará o tom da virada e fará a contagem regressiva.

Virada da Liberdade: produto turístico 

Além de ampliar o fluxo turístico na capital, a Virada da Liberdade também proporciona a geração de aproximadamente mil empregos diretos e indiretos. Concebido como um produto turístico que ressalta as potencialidades culturais de BH, o evento é mais uma ação do Governo de Minas para posicionar a capital mineira entre os principais destinos turísticos do país no período de fim de ano, estimulando a economia da criatividade e a geração de emprego e renda. 

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), o período de Natal e Réveillon será responsável por movimentar cerca de R$ 2,5 bilhões na cidade. “Enxergamos a Virada da Liberdade como um produto turístico, e o turismo é política de estado neste governo, além de uma potência na geração de emprego e renda”, afirma o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas de Oliveira. 

A Virada da Liberdade conta com apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Associação Mineira de Municípios (AMM), Fecitur – Federação das Instâncias de Governança Regional de Minas Gerais e da Rede de Gestores Municipais de Cultura e Turismo de Minas Gerais.

Confira aqui a programação de shows e eventos.

*Com informações de Agência Minas