Projeto “Natal mesa cheia” acolhe famílias atendidas por programa social da Prefeitura de Betim

0
246
Larissa Andrade

Para incentivar ainda mais os momentos de solidariedade e comunhão, a Prefeitura de Betim, por meio da Superintendência de Proteção Alimentar, ligada à Secretaria Adjunta de Desenvolvimento Econômico, programaram uma comemoração especial para o Natal das famílias cadastradas no Banco de Alimentos do município. É que nos dias 21, 22 e 23 de dezembro, o “Natal Mesa Cheia” proporcionará momentos de diversão para as crianças e sorteios de brindes e cestas natalinas para as famílias.

São esperadas cerca de 400 pessoas por dia de festa. O momento foi pensado para acolher as famílias que estão  em situação de vulnerabilidade alimentar e social que já estão cadastradas nos programas desenvolvidos pela Superintendência de Proteção Alimentar. A comemoração contará com sorteios, entrega de presentes para as crianças e um lanche ao final.  

“Teremos uma semana especial de muita diversão. Disponibilizaremos brinquedos infláveis e cama elástica para a recreação das crianças. Vamos entregar brinquedos, guloseimas, livros e, no final, as famílias receberão um lanche especial preparado por nossas nutricionistas”, explica a superintendente de Proteção Alimentar, Maria Vanúzia Mendes,

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Proteção Alimentar

Larissa Andrade

Por meio de orientações e fornecimento de alimentos, a superintendência tem combatido a carência nutricional e o desperdício das famílias betinenses que se encontram em situação de vulnerabilidade ou risco social. Um dos destaques é a entrega do Kit Verde, composto por hortifruti (verduras, frutas, legumes), alimentos proteicos (carne, ovo, leite), e, em algumas ocasiões, alimentos não perecíveis (cestas básicas). Desde 2018 são beneficiadas com o Kit, em média, 5.000 pessoas por mês.

Os assistidos são famílias em estado de vulnerabilidade nutricional, idosos, crianças, jovens e gestantes em acompanhamento especial. Além disso, a superintendência atende 72 instituições: albergues, casas de recuperação, casas de acolhimento, entidades socioassistenciais e restaurantes populares do Centro e Teresópolis – que fornecem, em média, 505.200 refeições por ano -, além da rede municipal de saúde e da padaria municipal.

Projetos
Kit Verde Convencional – composto por hortaliças, frutas, legumes, e verduras), por um período inicial de 3 meses. Durante esse período o assistido é acompanhado pela assistência social podendo ser renovado seu benefício de acordo com a necessidade de cada assistido, assegurando seu sustento familiar.

Atendimento às parturientes – o Banco de Alimentos acolhe as mulheres durante a gestação e após o parto para garantir uma alimentação saudável para elas e para o bebê, priorizando frutas, proteínas, vegetais e leguminosas.

Mãos que Abraçam – fornece alimentos (vegetais, carnes e frutas) e orientações para as dietas enterais (especiais), a dieta líquido-pastosa ou pastosa liquidifica – indicadas para pacientes com problemas de mastigação, deglutição e digestão.

Kit Verde Emergencial – devido à pandemia da covid-19, muitas famílias perderam seus empregos e, por isso, a necessidade de auxiliar nesses momentos de fragilidades financeira e nutricional.