Prefeitura reassume administração do Ceabe e inicia obras de revitalização

0
1248
Obra será concluída até o final deste mês e será custeada pelo município por meio de recursos próprios.

O antigo Ceabe será reinaugurado dia 30, após passar por uma série de mudanças e revitalizações dentro e fora do prédio.

A Prefeitura de Betim assumiu nesta terça-feira, 2 de janeiro, a administração do Mercado Central de Betim, popularmente conhecido como Ceabe.  As ações que marcaram a nova gestão começaram efetivamente pela manhã, com o remanejamento dos camelôs para o espaço provisório, demolição de equipamentos mal utilizados, cercamento do estacionamento, limpeza e retirada de entulhos e lixo do local, dentre outras mudanças. A reinauguração está prevista para o próximo dia 30 de janeiro.

O processo de transferência da gestão do Mercado Central de Betim começou em 2017. A Secretaria Municipal de Governo (Segov) promoveu encontros com os representantes da Associação dos Vendedores Ambulantes de Betim (Assovamb), até então, a gestora do espaço. Durante as reuniões, eles foram informados sobre a decisão do Ministério Público de passar a gestão do espaço ao Município para que o Mercado operasse legalmente.  Nesses encontros, todas as informações e determinações legais foram decididas, como o destino dos camelôs. Eles terão um espaço no estacionamento, que será todo remodelado e vai fornecer maior conforto para o exercício de suas atividades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As pessoas em situação de rua, que estavam abrigadas no entorno do Mercado Central de Betim, estão recebendo o acompanhamento da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). E foram encaminhadas para o Centro Pop e abrigos de Betim.  A Guarda Municipal vai intensificar o monitoramento da área para coibir a prática de atividades ilegais na região. O objetivo com essas duas ações é oferecer mecanismos para a reinserção social das pessoas carentes que ficavam no local e, por outro lado, garantir a segurança para que as famílias betinenses voltem a frequentar o espaço.

Nova fase

Desde essa terça-feira, 2, a administração do Mercado Central de Betim passou a ser exercida pela Secretaria de Governo, por meio do programa Governo de Portas Abertas.

O espaço será totalmente revitalizado, requalificado, contará com uma praça de alimentação e seguirá os modelos arquitetônicos propostos no Projeto de Revitalização, coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semmad). Entre as principais mudanças, destaca-se a padronização de normas operacionais que os comerciantes terão que adotar em seus respectivos estabelecimentos.

O estacionamento também sofrerá mudança. O espaço que hoje abriga 175 vagas vai passar a oferecer cerca de 250. O preço cobrado para estacionar no Mercado Central, R$ 6, cairá para R$ 4, a partir da reinauguração. Além disso, os camelôs do antigo Ceabe, irão compor mais uma unidade da Feira Bem Popular, que funcionará no local com previsão de oferecer aproximadamente 60 barracas operando nos mesmos dias de funcionamento do mercado.

“Os comerciantes que se instalarem no Mercado deverão compor um mix de lojas. Ou seja, devemos oferecer opções que atendam as necessidades dos frequentadores do mercado. Casa lotérica, caixa eletrônico, balcão de atendimento do Procon, guichê de venda de passagens, padaria, lojas de artesanatos, queijarias, açougues, são alguns dos exemplos desse mix. Tudo em um só espaço, com comerciantes licitados e credenciados, exercendo as suas atividades dentro da lei, conforme é a marca desta gestão municipal”, adianta o secretário de Governo, e procurador-geral do Município, Bruno Cypriano.

Inauguração festiva

Além da revitalização e alterações no Mercado Central de Betim, os moradores da cidade e da região, quando forem até o local a partir do próximo dia 30, vão encontrar, além de diversas opções de compras, arte da melhor qualidade.