Guto Resende (DEM), confirma pré-candidatura a Prefeito

    0
    966

    Jovem, com experiência em gestão pública e bem disposto. Foi com essa descrição repleta de entusiasmo, que Antônio Augusto Resende Maia “Guto” (DEM), conquistou o apoio de grandes lideranças políticas da cidade.

    Perfil

    Sobrinho do ex-prefeito Toninho Resende e neto de José Gabriel de Resende “Zinho”, filho do jurista Antônio da Silva Maia e da popular Conceição “Fia”, o advogado e empresário Guto Resende (DEM), vai disputar pela primeira vez, aos 32 anos, o cargo de prefeito do município de São Joaquim de Bicas.

    CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

    Confira abaixo a entrevista com o prefeiturável.

    1 – O que o motiva a deixar seus negócios e disputar a Prefeitura da cidade?

    O sentimento de mudança. Me assumir como pré-candidato a prefeito de São Joaquim de Bicas, me dá a oportunidade de ir em busca de dias melhores. Ir em busca da mudança que o povo clama. Em todas as conversas, em todos os encontros, sempre ouço: “Temos que mudar. Não há como permanecer como está. Veja a situação da saúde, educação, segurança. Olha como aumentou o desemprego e a inflação”. Não há como repetir erros do passado. É necessário mudar. Nasci em São Joaquim de Bicas, aqui vivo, e, aqui quero permanecer. Conheço bem os problemas e sei como resolvê-los.

    O povo merece vida melhor, administração melhor. Isto me motiva. Em nosso dia- a- dia temos que tomar decisões sempre, e por isso, decidi firmar este compromisso com cada morador da cidade. Tomei esta decisão porque sei que tenho muito a somar na gestão municipal.

     Sobre os meus negócios, possuo uma equipe comprometida, eficaz e que vai cuidar bem do trabalho que lá é executado. Friso que estou ciente do que ocorre no escritório de advocacia. E aproveito para deixar ainda mais claro, que o trabalho por lá, não está e nem ficará paralisado.

    2 – Sua família é muito influente na política estadual, você acredita que esses contatos possam ajudar a trazer mais recursos para a cidade?

     Não se trata de influência, trata-se de como fazer, de como solucionar, com quem conversar com quem dialogar. Saber com quem conversar, saber como resolver, saber o que fazer faz a diferença. Administrar é tarefa séria. Não é aventura.
    É atividade coletiva. Não podemos admitir que o governo estadual ou o federal não contribuam, não colaborem, não auxiliem o município. Mas alerto que o município, por si só, bem administrado tem capacidade de dar solução a muitos problemas, resolver muitas situações, atender a muitas necessidades.

    Minha família é daqui e tem demonstrado compromisso com o povo e com a cidade. Tudo fez e faz para melhorar o lugar. Lutamos muito pela emancipação. Não podemos aceitar a paralisia, o desgoverno. Temos que trabalhar. Não medirei esforços para buscar recursos para nosso município.

    4 – Qual a sua experiência em administração pública?

    A convivência na administração Toninho Resende, e em muitas administrações municipais, aliado com a formação em direito, pois sou advogado, somado ao dia- a -dia em minha família fez com que somasse variada experiência. Sou aberto ao aprendizado, e por isso, estou sempre aprendendo. Aprendo com os mais simples; com seus exemplos, seus pedidos e lamentos. Aprendo com os jovens, com as crianças; aprendo com as donas de casa, com os idosos e comerciantes. Aprendo percebendo os anseios de cada um. Aprendo fazendo parte de São Joaquim de Bicas.

    Experiência é saber o que fazer para quem fazer como fazer e, sempre estar próximo para quem fazer: o povo mais simples, o povo sem saúde, o povo que carece de educação, o desempregado, o sem esperança. A experiência só tem sentido quando colocada em prática. Mãos à obra. Trabalho em prol da melhoria de vida.

    5- Com a vinda da Penitenciaria, nossa cidade viu a violência disparar. Não há contrapartida alguma para o município por parte do Governo do Estado. Qual a sua proposta para a segurança pública e desenvolvimento social?

    Quero dar uma atenção especial para projetos que tirem os jovens da criminalidade, como é o caso do Fica Vivo, a Escola de Tempo Integral, que deve ser aprimorada. A violência é sinal que vários fatores ausentes. A impunidade é que encoraja a criminalidade.

     A segurança pública exige compromisso e trabalho conjunto: das forças policiais ( militar e civil ) do Judiciário, do Ministério Público. Não basta somente entregar recursos sem a contrapartida de eficiência, de eficácia. As políticas de desenvolvimento social passam sem dúvida pela valorização da criança e do adolescente, do desempregado, e, cuidado especial com idoso.

    6- Há mais de uma década a empresa Expressa Lagoense atua na cidade de forma irregular, com um serviço de péssima qualidade para os usuários do transporte público. Qual a sua proposta para melhorar a qualidade e talvez reduzir o valor da tarifa?

    Terei diálogo com os usuários com as entidades e associações para buscarmos soluções em conjunto, que visem à melhoria da qualidade desse serviço Vale lembrar que o assunto transporte público é um dos que possuem maior número de legislação sobre ele. A própria Constituição Federal dá prioridade a ele na atuação municipal. O foco sempre será o atendimento ao usuário. Basta cumprir a lei. Nada mais. Não podemos nos limitar a focar empresa A ou B. O que deve ser colocado é a qualidade, o bom atendimento, os itinerários, e, sem dúvida preço módico, como a lei diz.

    7 – O inchaço da máquina pública prejudica quem mais necessita de serviços essências; essa é uma prática comum em nossa cidade e vimos que isso não deu certo no país. O que você acha disso?

    Quem tiver comprometimento, quem tiver capacidade, quem souber trabalhar em grupo, e, acima de tudo for aliado ao povo, observadas as normas legais, deve ter oportunidade. Administrar é tarefa coletiva. Sabemos como distinguir, como diferenciar, e, sem dúvida como delegar tarefas e funções e cobrar alcance de metas sem fugir do objetivo maior que é o desenvolvimento de São Joaquim de Bicas.

    ” Quero uma equipe enxuta formada por pessoas qualificadas, mas que, além disso, residam no município, que tenham uma convivência diária com nossos moradores”.

    9 – Deixe uma mensagem aos nossos internautas.

     Em primeiro lugar, quero pedir a cada eleitor, internauta, apoio para mudar a realidade do nosso município. Agradeço o carinho que tenho recebido em diversos encontros políticos, onde ouço as reais necessidades da população. Sou nascido e criado em São Joaquim de Bicas, sou apaixonado por esta cidade e quero o melhor de todos.

    “ Aos meus oponentes, peço uma campanha propositiva, sem ataques pessoais, sem baixarias, sem boatos, pois quem mais perde nisso é o eleitor. Chega de perdas”.