Educação Infantil de Betim recebe prêmio do FNDE, pela segunda vez

0
107

Projeto desenvolvido pelo CIM São Marcos é novamente vencedor da Jornada da Educação Alimentar e Nutricional

Imagem ilustrativa

O Centro Infantil Municipal São Marcos, localizado em Citrolândia, é, pela segunda vez consecutiva, um dos vencedores da Jornada da Educação Alimentar e Nutricional (EAN), promovida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A instituição que, ao longo de 2018, desenvolveu diversas ações em prol da alimentação saudável, representará Betim na entrega do prêmio oferecido pelo Governo Federal, em Brasília.

A cerimônia inclui a entrega de certificado de menção honrosa nominal para os participantes da jornada e um troféu. As atividades realizadas pelo CIM São Marcos, e pelas outras instituições premiadas em todo o país, serão reunidas nas publicações sobre alimentação saudável, coordenadas pelo FNDE, e produzidas em um livro, que também será entregue para os vencedores.

Dentre os objetivos do projeto, iniciado em maio de 2017, está a premiação das melhores ações desenvolvidas nas escolas públicas de educação infantil, tendo em vista a promoção da alimentação saudável e a prevenção da obesidade infantil.

Para a superintendente de Educação Infantil, Marilene Pimenta, a iniciativa em participar da Jornada da Educação Alimentar e Nutricional foi de extrema importância para que os alunos melhorassem os hábitos alimentares. “As crianças passam um grande período do dia nas creches, inclusive no momento das refeições. A participação na jornada fez com que entendessem a importância de comer alimentos saudáveis, como os legumes, verduras e frutas”.

Participação betinense 

A jornada do concurso foi composta por quatro etapas, com os temas: “Comida de verdade na escola“; “Promovendo a alimentação adequada e saudável no currículo escolar“; “Propaganda e publicidade de alimentos para o público infantil”; e “Envolvimento da família na alimentação escolar: vamos aprender juntos!”.

O CIM São Marcos foi premiado no eixo “Propaganda e publicidade de alimentos para o público infantil”. Os educadores realizaram diversas atividades para despertar o interesse e a consciência em relação aos alimentos alvos das propagandas, mas que não são saudáveis.No primeiro momento, foram mostrados vídeos para apresentar o assunto e, em seguida, as professoras desenvolveram atividades práticas dentro da sala de aula, como debates, confecções de cartazes e visita à horta da escola. Para encerrar os estudos, os alunos prepararam uma aula explicativa para os pais e responsáveis.

Como resultado, a ação proporcionou o envolvimento de todos em relação aos projetos desenvolvidos na instituição; boa aceitação das receitas produzidas e melhora no consumo de vegetais. “Nossas professoras viraram referência para os nossos alunos, e eles não se esquecem das atividades que realizamos na escola. Desenvolvemos neles o senso crítico, pois nem tudo que vemos é realmente saudável. Também é possível perceber a melhora na alimentação das crianças, eles estão experimentando e comendo melhor a cada dia. Estamos muito felizes com esta conquista, de 900 escolas participantes de todo país, apenas vinte foram as vencedoras e nosso CIM foi uma delas”, contou Mirtes Pinho Queiroz, diretora do CIM São Marcos.