Deputado propõe fim de festas com bebida alcoólica liberada (Open Bar)

    0
    874

    Se aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, será o fim das chamadas festas “Open Bar”.

    “Eu
    não sou contra essas festas, mas atração não pode ser a bebida
    alcoólica. A atração pode ser o show, a música, a dança. Mas nessas
    festas open bar acaba sendo a bebida.” , afirmou o deputado.

    Em
    entrevista à TV Assembleia, o deputado estadual Roberto Andrade (PTN),
    de Viçosa, falou de seu Projeto de Lei que visa à proibição das chamadas
    festas “open bar” , uma modalidade de evento comercial em que o preço de
    entrada está condicionado à opção de consumir bebidas alcoólicas
    imoderadamente.

    CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

    Para Roberto Andrade, há excessos em relação ao
    consumo de álcool por parte dos jovens nesse tipo de festa. “O jovem
    acha que tem de aproveitar o máximo e beber tudo por que pagou. É
    próprio da idade” , afirmou.

    O parlamentar disse que o projeto não
    tem a ver com o caso do jovem mineiro que faleceu em Bauru (SP), no mês
    passado, após consumir cerca de 30 doses de vodca. “É bom deixar bem
    claro que esse projeto foi protocolado um dia após a minha posse, mas
    ele ganhou notoriedade com a morte do rapaz em Bauru” , explicou.

    Segundo
    o deputado, as festas “open bar” ferem o Código de Defesa do Consumidor
    por instituir a prática da “venda casada” , que é vedada pela
    legislação.