Corpo de Bombeiros recebeu 120 chamados para Contagem e Betim na virada do ano

0
121
Divulgação

Exatamente nos momentos de pânico e desespero provocados pelas intensas chuvas é que a capacitação dos bombeiros militares é colocada à prova. Em outubro, parte da tropa do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) passou por intenso treinamento nas águas rápidas do rio Capivari, na cidade de Itutinga. Já no último fim de semana, eles tiveram a oportunidade de colocar em prática parte do conhecimento nas ocorrências de chuva que atingiram fortemente as cidades de Contagem e Betim.

Entre os dias 31 de dezembro e 01 de janeiro, o CBMMG recebeu 120 chamadas de ocorrências relacionadas à chuva somente nos municípios de Contagem e Betim. Apenas na região da Vila Marimbondo, em Contagem, foram contabilizados mais de 50 registros de pedidos de socorro. Já no mês de dezembro de 2023, a corporação atendeu a 4.796 ocorrências de chuva em todo o estado.
 Em alguns locais, o nível da água subiu tanto que foi necessário o emprego de botes para retirar as pessoas que ficaram ilhadas. Carros foram arrastados, moradias ficaram alagadas, o asfalto de algumas vias foi arrancado e parte de uma casa desabou, ferindo um morador.

Apesar da redução do volume hídrico nos últimos dias, a população deve ficar em alerta, pois a previsão para o período é de mais chuva, com a possibilidade também de quedas de árvores, alagamentos e deslizamentos de terra. De acordo com o aviso publicado pelo Inmet hoje (3), existe a previsão de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Considerando este contexto, o Corpo de Bombeiros reforça o alerta para a população com dicas de segurança para que as comunidades adotem um comportamento seguro neste período. Veja algumas de nossas dicas:

– Confira a previsão de tempo;
–  20 cm de nível de água já podem atingir a maioria dos escapamentos dos veículos e, assim, ocasionar o desligamento do motor;
– Não pare o carro próximo a postes ou árvores;
– Evite locais baixos, nunca enfrente áreas inundadas e conheça os pontos de alagamento de sua região para ter rotas alternativas em mente;
– Dirija devagar e fique longe dos veículos à frente;
– Ao atravessar pontos de alagamento, mantenha a aceleração contínua em primeira marcha. Evite a troca de marchas durante as travessias para que não haja entrada de água no sistema do veículo e um desligamento dele;

 – Se o seu veículo desligou ou perdeu a tração dentro de uma área de alagamento e não é possível abandoná-lo com segurança, mantenha a calma, ligue 193, solicite socorro e informe a sua localização exata.

*Com informações de Agência Minas