Contagem abre processo seletivo para agentes sociais e coordenadores do Programa Vida Saudável

0
998

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, Mobilidade Reduzida e Atenção ao Idoso, abriu edital de Processo Seletivo Simplificado 001/2017 para contratação, por prazos determinados, para os cargos de coordenador pedagógico, coordenador de núcleo e agente social, que vão atuar no Programa Vida Saudável (PSS). As inscrições serão de 31 de maio a 20 de junho.

Serão criados dez núcleos para começar a atuar em agosto e feita a recomposição de outros dez que já estão em funcionamento, além do cadastro de reserva. De acordo com as diretrizes do programa, serão 20 vagas para agentes sociais (salário de R$ 600 para 20 horas semanais), 13 para coordenadores de núcleos (R$ 1.300 para 40 horas semanais) e uma para coordenador pedagógico (R$ 1.400 para 40 horas semanais). A prefeitura fornece auxílio-transporte e gratificação natalina no fim do ano, proporcional ao tempo trabalhado, conforme a legislação municipal.

Os atuais dez núcleos do Vida Saudável atendem 1.349 idosos com oficinas de ginástica, alongamento, caminhada, dama, xadrez, pintura, tricô, música, dança, passeios culturais, dentre outras atividades. Com o reforço de mais dez, passará a beneficiar 4 mil pessoas acima de 60 anos, sendo 200 em cada núcleo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Vida Saudável é um convênio da Prefeitura de Contagem com o governo federal, por intermédio do Ministério do Esporte, com o objetivo de promover a prática de atividades esportivas, recreativas, culturais e de lazer para os idosos. Estimula a convivência social, a formação de gestores e lideranças comunitárias, a pesquisa e a socialização do conhecimento, contribuindo para que o esporte e o lazer sejam tratados como política pública e direitos de todos.

As inscrições deverão ser feitas pessoalmente na sede da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, localizada na avenida José Faria da Rocha, 1.016, Eldorado. “A prestação do serviço por meio do programa assegura aos idosos mais dignidade e qualidade de vida. Ao final, quem ganha é toda a sociedade” , disse Márcio de Oliveira Júnior, diretor-geral da Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.