Com 23 de milhões de dívidas prefeito decreta estado de calamidade

0
991

A nova administração já trabalha para restabelecer serviços como manutenção de iluminação pública, limpeza urbana e tapa buracos.

O prefeito de São Joaquim de Bicas, Guto Resende (DEM), assinou nesta segunda-feira (02), um decreto de calamidade financeira no âmbito municipal. No documento, a gestão atual relata alguns dos problemas encontrados como irregularidades em contratos, processos de licitação duvidosos, emissão de cheques sem fundo para pagamento a fornecedores, atrasos no pagamento à servidores e prestadores de serviços, dentre outros problemas.

Caos em todos os setores

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além do caos financeiro, o município encontra-se em total desordem no cumprimento de serviços básicos como limpeza urbana, ruas esburacadas, manutenção de iluminação e prédios públicos. Quem anda pelas ruas percebe o acumulo de lixo nas calçadas das residências, devido ao não recolhimento há vários dias, o que favorece a um ambiente propicio para o mosquito da dengue e febre chikungunya.

Não bastasse isso, foram encontrados computadores formatados (em branco, com dados apagados), portas sem chave, veículos danificados, além de corte de água e luz nos prédios públicos.

Secretários do ex-prefeito chegaram a faturar 28 mil reais só em dezembro

Apesar de não pagar o salário dos servidores da saúde e educação referentes a dezembro, no “apagar das luzes” o ex-prefeito Luciano Passos, fez questão de acertar o pagamento de todos os ocupantes de cargos comissionados de seu governo, que receberam em dia.

Informações obtidas pelo portal Agita Betim e Região, revelam que apenas com o pagamento do salário e benefícios de 10 secretários municipais, a prefeitura desembolsou R$ 188.083,32. O que chama ainda mais atenção são os valores que cada um recebeu em apenas um mês, como é o caso da ex-secretária municipal de ação social, Sirliane Gomes Moura, filha do vice-prefeito , que teve em seu contracheque o valor de R$ 27.500,00.  Enquanto isso, pais de famílias que recebem apenas um salário mínimo ficaram sem receber.

De acordo com o prefeito Guto Resende (DEM), para colocar o pagamento do funcionalismo em dia e também para que a prefeitura continue prestando um serviço de qualidade aos moradores, em breve será apresentado um pacote de ações para reequilibrar as contas do município, que inclui cortes de despesas, sem que afete as pessoas mais necessitadas, como a redução de salários dos secretários, prefeito e vice, renegociação com fornecedores, redução dos cargos comissionados, entre outras ações.

Guto garante pagamento de 13°

Ainda de
acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, o pagamento do 13°
salário dos servidores será depositado ainda essa semana.

Leia também:

Prefeito de São Joaquim de Bicas reduz o próprio salário e de seu secretariado