Cí¢mara dos Deputados discutirá suposta dí­vida de Betim com a Andrade Gutierrez

0
1523

Deputados recebem documentos da denúncia referentes í  suposta dí­vida do municí­pio  na próxima segunda-feira, 30. 

A comissão externa da Cí¢mara dos Deputados criada a verificar a execução das obras e avaliar a aplicação dos recursos públicos, objeto da cobrança de suposta dí­vida do municí­pio de Betim com a construtora Andrade Gutierrez, vai se reunir com o prefeito Vittorio Medioli, com o procurador-geral do municí­pio, Bruno Cypriano e com representantes do Ministério Público, na próxima segunda- feira, 30, a partir das 10 horas, no auditório Ady Rosa de Freitas, no Centro Administrativo João Paulo II.

O objetivo da missão oficial da Cí¢mara Federal é receber  os documentos reunidos pela administração do municí­pio que comprovam  irregularidades na cobrança. A construtora Andrade Gutierrez quer receber por obras de urbanização do projeto Cura, realizadas entre 1979 e 1982. Entretanto, nos últimos meses, a prefeitura reuniu uma robusta documentação que demostra sérios indí­cios de fraude na constituição da dí­vida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A comissão foi criada a pedido dos deputados federais Laudí­vio Carvalho (SD/MG), coordenador da Comissão, e Marcelo ílvaro Antí´nio (PHS/MG), nomeado relator da investigação. Formada por 12 deputados federais, a Comissão Externa, sem í´nus para os cofres públicos, foi autorizada pelo presidente da Cí¢mara dos Deputados, Rodrigo Maia, no último dia 10.

Segundo Laudí­vio Carvalho, a partir do relatório da Comissão, será solicitada a intervenção do Tribunal de Contas da União frente í s investigações de irregularidades. “Vamos a Betim para ter acesso oficial í  documentação que a prefeitura coletou. A partir daí­, analisaremos todas as peças a fim de produzir um relatório que permita requerer com base fundamentada a intervenção do Tribunal de Contas da União (TCU), pois a dí­vida é relacionada a repasses e financiamentos federais”, destaca o coordenador da Comissão. “Temos que esclarecer essa cobrança suspeita, pois Betim, na audiáncia realizada na Cí¢mara dos Deputados, apresentou uma documentação robusta sobre a quitação integral do contrato com Andrade Gutierrez”, completou o deputado, referindo-se aos pagamentos feitos í  empreiteira entre os anos de 1980 a 1982 e de 1984 a 1985, que totalizam R$ 56,2 milhíµes, ou seja, o dobro do valor do contrato na época, que era de R$ 28 milhíµes.

Para o procurador-geral do Municí­pio, e secretário municipal de Governo, Bruno Cypriano, é um momento histórico para a cidade. “Nunca a cidade recebeu tantos deputados federais preocupados com essa dí­vida que, se for efetivamente cobrada, representará a suspensão de diversos serviços essenciais para o cidadão betinense. Estamos muito felizes por receber esses representantes de população brasileira que nos ajudarão a provar, de uma vez por todas, a falsidade e a nulidade dessa cobrança indevida”, afirma.